split

Eu assisti • Fragmentado

Gente, vocês não sabem como me deixam felizes com os comentários que apreciam os detalhes que escrevo em minhas resenhas e por possuir a imparcialidade nelas, pois bem, eu aprecio filmes como obras de arte, mas com estudos vemos muito mais além e eu quero vocês apreciem também as obras de forma completa, por isso dou detalhes até mesmo de história da arte, mas também apontando os acertos e defeitos do filme que acho deveras importante. Obrigada pelos comentários nas últimas resenhas!

Sem spoilers, pois isso não é Espilotríssimo.

O que esperar de um diretor que deu para nós a maioria dos suspenses que mais nos prendeu e que com aquele final que nos deixa de cabelo em pé e todos os pelos do corpo arrepiados? M. Night Shyamalan volta aos cinema como um filme que promete nos dar todas essas mesmas reações que seus principais filmes nos deu, como em O Sexto Sentido, Sinais, A Vila e Corpo Fechado. Seria Fragmentado sua volta no reinado nos Terror com Suspense? Será que esse filme seguirá a “Receita Shyamalan”, que é sempre nos dar uma surpresa sobre a trama? Logo eu entrei no cinema e pensei: não faço ideia do que esperar desse filme. (mais…)

Leia Mais

contador

Eu assisti • O Contador

Primeiramente, deixa eu falar que sinto muito pelo sumiço galera. Sei que tô devendo várias postagens e como essa semana acabei tendo mudanças de ritmo, fiquei um pouco perdida. Estou postando a resenha desse filme um tanto atrasada só para não deixar de postá-la também! Tem Ben Affleck!

Sem spoilers, pois isso não é Espilotríssimo.

Suspense é um dos gêneros que mais aprecio no mundo cinematográfico e O Contador parecia que iria entregar tudo de melhor que um suspense poderia entregar, porém isso se quebra na metade do filme em que vimos ele se transformar em pura ação, mudando totalmente toda proposta que nos fora apresentada, o que é engraçado, pois todo filme é construído (seu marketing também) tentando se afastar do clichês dos filmes de ação que estão estrando toda semana, nos trazendo apenas explosões e tiros.  Devo dizer que Ben Affleck está de parabéns por sua interpretação e a construção de seu personagem, ele parece de fato um autista e a forma que a narrativa é mostrada entre presente e passado, você consegue ver todas as coisas que moldaram o personagem adulto. (mais…)

Leia Mais

animais2

Eu assisti • Animais Noturnos

Sem spoilers, pois isso não é Espilotríssimo.

 

Tom Ford é um estilista renomado que começou sua carreira como cineasta com o filme Direito de Amar e retorna anos depois com Animais Noturnos, mostrando o quanto amadureceu e cresceu como diretor, conseguindo balancear sua carreira com a moda nas telas, não só abusando de figurinos e uma direção de arte impecável, mas agora com tudo equilibrado e incrivelmente bem feito. Nós vemos isso desde o início do filme, com uma entrada de deixar você boquiaberto não só pela composição da cena e cores, mas sua finalidade em abrir a narrativa do filme dessa forma, apresentando a personagem de Amy Adams de um jeito singular. (mais…)

Leia Mais

achegada2

Resenha: A Chegada

Sem spoilers, pois isso não é Espilotríssimo.

 

O que dizer de um filme que te faz lacrimejar quando os créditos finais se iniciaram, porque cada centavo que você gastou ali foi válido e também pelo fato que foi o primeiro filme que você viu no cinema em 2016 que é realmente bom de verdade, um filme completo para mim.  E extremamente complexo. Quando vi o trailer desse filme, que apenas vi uma vez, sabia que precisava assistir pelo seu gênero ser uma ficção científica atual. O engraçado é que depois que fui assistir A Chegada, fui visitar resenhas por aí na internet e vi que nos sites brasileiros, maioria dos internautas que comentaram acharam o filme horrível e que entenderam nada e isso me deixa triste. O cinema, a qualidade do cinema, está tão prejudicada por adaptações e filmes de heróis que simplesmente entregam uma bandeja com tudo pronto que o espectador nem precisa usar um neurônio, apenas assistir e curti um filme bacaninha. Mas A Chegada foi um sopro de ar fresco no meio de tantos filmes, foi um presente enviado por alienígenas para quem gosta de filmes mais elaborados. (mais…)

Leia Mais

capa

Resenha: Hellraiser – Renascido do Inferno

timthumbClive Barker
Editora DarkSide® Books
160 Páginas
Ano 2015
Versão Limited Edition

Sinopse
Escrito em 1986, Hellraiser – Renascido do Inferno apresentou ao público os demoníacos Cenobitas, personagens criados por Clive Barker que hoje figuram no seleto grupo de vilões ícones da cultura pop como Jason, Leatherface ou Darth Vader. Toda a perversidade desses torturadores eternos está presente em detalhes que estimulam a imaginação dos leitores e superam, de longe, o horror do cinema.

Clive Barker escreveu o romance Hellraiser – Renascido do Inferno (The Hellbound Heart, no original) já com a intenção de adaptá-lo ao cinema. O cultuado filme de 1987 seria sua estreia na direção, e ele usou o livro para mostrar todo seu talento como contador de histórias a possíveis financiadores. Nas palavras do próprio Barker: “A única maneira foi escrever o romance com a intenção específica de filmá-lo. Foi a primeira e única vez que fiz assim, e deu resultado”.

(mais…)

Leia Mais