Resenha: Kingsman – Serviço Secreto

Há quanto tempo que não passa no cinema filmes que não sejam de Super-heróis e adaptações literárias de romances, distopias e utopias. Sinceramente, esse tipo de programação já me cansou bastante (apesar que alguns são ótimos/bons e outros são apenas “ok” para pior).

Kingsman pode ser uma obra adaptada de quadrinhos, mas surge como uma luz no meio de tanta repetição que estão nas telas. O que poderíamos esperar de um filme que tem um pouco de 007 e Kick Ass? Espiões, muita pancadaria e diversão. E é claro, ótima história e atuações. Vaugn, diretor, já possui uma bela filmografia e abandonou uma grande produção, porque estava com necessidade de algo novo (e conseguiu). Kingsman é um filme muito criativo! Uma mistura de gêneros (quadrinhos, espionagem, ação e comédia) que teve um ótimo resultado, não fez o filme se perder no seu próprio atrevimento! Além de ser um referência muita legal de como esse serviço secreto é organizado, a partir da Távola Redonda.

Taron Egerton, o protagonista do filme e estreante no cinema, interpreta Eggsy, um jovem órfão e rebelde que é propenso à vida do crime, devido à convivência com seu padrasto violento. Certo dia, depois de ir preso e liberado logo em seguida nos deparamos com Colin Firth no papel de Harry. Colin Firth é um espião do serviço secreto, todo arrumado em sua pose e glamour britânico que quando é necessário, parte para porrada também (tendo as melhores cenas de ação do filme – que trabalho de câmeras fantástico!).

A atuação de Samuel L. Jackson que é o vilão Valentine, um tipo de gênio bilionário que fala com a língua presa e tem pavor de sangue, mas que possui um plano para salvar um mundo matando bilhões de pessoas, é um tanto irônico mas até que faz sentido. E acompanhado de sua assistente Gazelle (Sofia) que é o tipo de mulher fatal, literalmente.

A morte de personagens primários tanto como secundários ocorrem de maneira igual, e não há tempo para ficar de luto nem por um minuto. A ação é crua e, como numa luta de boxe, tem várias fintas que pegam o espectador desprevenido incessantemente. O filme pode ser longo, mas possui desenvolvimento muito bom e contínuo, história sem furos com muita diversão e sem enrolação, e ainda têm as sequências de cenas de ação maravilhosas que são acompanhadas por uma trilha sonora de Disco! Os movimentos de câmeras e enquadramentos nas cenas de luta e correria são tão frenéticos e rápidos que nós, espectadores, chegamos a vê-los até em primeira pessoa em alguns momentos. Fazia tempo que não se via nas telas um jogo de câmeras tão incrível. Parece que Matthew Vaughn ainda não nos decepcionou. Sai do cinema com vontade de ir assistir novamente.

Esse filme não é Espilotríssimo, mas é ótimo 9/10!


 

Kingsman: Serviço Secreto (Kingsman: The Secret Service)
Lançamento 5 de Março de 2015 (2h09min)
Dirigido por Matthew Vaughn
Com Colin Firth, Samuel L. Jackson, Taron Egerton, Michael Caine, Sofia Boutella.

Sinopse
Eggsy (Taron Egerton) é um jovem com problemas de disciplina que parece perto de se tornar um criminoso. Determinado dia, ele entra em contato com Harry (Colin Firth), que lhe apresenta à agência de espionagem Kingsman. O jovem se une a um time de recrutas em busca de uma vaga na agência. Ao mesmo tempo, Harry tenta impedir a ascensão do vilão Valentine (Samuel L. Jackson). Adaptação da série de quadrinhos criada por Mark Millar e Dave Gibbons.

 


Carol

Designer, character designer, costume designer, ama comida, taurina, gamer, cinéfila, bookaholic, chata.

Comente com Facebook!

21 comentários em “Resenha: Kingsman – Serviço Secreto

  1. Oi Carol,

    Primeiro vou dizer que adorei conhecer seu cantinho! Muito legal mesmo.
    Sobre o filme, eu vi uma resenha dele em outro blog e me assustei pq via a propaganda no metrô e tava achando que era uma série. Nem prestei atenção na propaganda! Mas tanto a outra resenha quanto a sua, me deixaram com muita vontade de ver esse filme, 9 de 10 é uma nota excelente! Fora que eu AMO filmes baseados em HQ! Fora que olha esses atores!! Amo!

  2. Eu estava na dúvida em ver esse filme, mas, já são tantos comentários ótimos e sua resenha me ajudou a ficar super curiosa hahahahha
    Alias adorei o nome do blog UAHUAHAU achei super original :D

    Beijos =*

  3. Gostei muito do trailer flor vou querer ver mesmo que seja adaptação de quadrinhos, porque meu amor só sabe ver filmes de ação e pancadaria e quero ver algo diferente e gostei desse, e realmente enjoa filmes do mesmo estilo concordo contigo.
    flor tem post novo, poderia ver?
    magrafelizpensa.blogspot.com

  4. Ainda não vi o filme, mas só de saber que o Tom Vaughan tá pelo meio, já sei que deve ter ficado ótimo.

    Super concordo contigo com o fato de não ter nada novo, às vezes sombrio, nas telonas. Sempre as mesmas coisas, as mesmas histórias disfarçadas com novas caras.

    Bjs!

    P.s.: tua resenha só me deixou ainda mais curioso pra ver o filme.

  5. Oi Carol!
    Adorei sua resenha sobre o filme! Me deixou bem curiosa para assisti-lo. Pareceu ser o típico filme que mescla ação com uma dose de comédia, certo?
    Fiquei sabendo recentemente que Kingsman era adaptação de quadrinhos e achei bem interessante! Ultimamente as adaptações estão bombando no cinema!
    Pretendo assistir esse filme, tomara que goste!

    Beijinhos
    Daisy – nuvemdeletras.com

  6. Ahh Carol, eu vi e adorei! Sou apaixonada por pugs, fiquei pirando na sala do cinema! <3
    Obrigada pela indicação, logo após ler sua resenha comentei com meu namorado de irmos ver e acabamos indo essa semana. Bjk.

  7. OI
    Gostei muito da resenha e é bom ver que um filme diferente dos que anda sendo lançado. Desde que vi o trailer pela primeira vez que quero assistir e sua resenha me deixou mais curiosa, pena que na onde moro não tem cinema se no dia que for passar uns dias em uma outra cidade e arrumar quem va comigo ai vou no cinema.

    momentocrivelli.blogspot.com.br

  8. Eu já queria ver esse filme antes, agora quero mais ainda! hahahaha
    Eu bem que prefiro um filme extenso e de boa qualidade do que um que seja curto e não dê tempo de a gente sentir uma conexão com os personagens. Acho que vou gostar de Kingsman.
    Beijos!

    Vício Literal

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *