wonder-woman-poster-wallpaper

Eu assisti • Mulher Maravilha

Sei que foi quase um mês sem postagens, pelo motivo que voltei a estudar para valer o que mais amo: ilustração e concept art. Quero seguir de vez essa carreira que não é nada fácil. Meu aniversário passou e nem postei minha wishlist, mas estamos todos aqui! E para falar de um filme que deve ser usado de exemplo.

Sem spoilers, pois isso não é Espilotríssimo.

ww1Temos duas vertentes nos cinemas quando se trata de heróis: a receita básica da Marvel, literalmente usada em todos os filmes, que está nas telas quase comemorando uma década; Do outro lado temos a DC, tentando iniciar seu universo se permitindo errar (até certo ponto) e sem a proposta de ser um blockbuster, por usar e abusar dos sentimentos e psicológico dos personagens que foram dados à luz por Zack Snyder, o diretor que foi crucifixado por fazer um trabalho inovador, mas não para críticos e o público em geral, porém, acho que a maior diferença entre as empresas é que a DC não tem medo de ousar e errar. Com suas duas últimas experiências; uma é um filme de origem e a outra um filme de dilemas, temos agora um filme de origem que deve ser usado como exemplo agora com a participação de Geoff Johns (Produtor Executivo) no mundo da Warner-DC, parece que teremos ótimo resultados.  Um verdadeiro filme de herói é o que Mulher Maravilha nos proporciona, é a representação do que é ser um super-herói e desde seus primeiros passos como um. (mais…)

Leia Mais

aaa

Eu assisti • Guardiões da Galáxia Vol. 2

Sem spoilers, pois isso não é Espilotríssimo.

Começo o post relembrando como fico feliz em vocês falarem que gostam de minhas resenhas, principalmente as de filmes e jogos, por serem tão detalhadas, críticas de fato, e como sempre, 100% imparciais. Digo que começo o post com essa mensagem, pois estamos diante um filme da Marvel Studios e Disney, o que sempre para mim gera muita polêmica ao dar sua opinião, sendo positiva ou não e quando digo isso, é por observar muito redes sociais e outras críticas em sites grandes. Mas a pergunta principal é: Guardiões das Galáxias Vol.2 é realmente um filme a ser apreciado ou algo simplesmente para assistir sem esperar alguma coisa. Acho que sabemos a resposta. (mais…)

Leia Mais

paleta

As mais belas paletas do cinema #2

Como vocês sabem, uma das partes que mais gosto em um filme é o conjunto da direção de arte/production design, profissionais que dentro dessa área trabalham em conjunto para desenvolver o visual que fora decidido para o filme, isso incluí também fotografia e cores.

Esse é o segundo post que é para enaltecer produções um tanto recentes (ou não) que possuem um trabalho inspirador de fotografia com uma paleta de cores de dar inveja e todas claramente com um sábio uso do cenário e com significados em cada tom usado em cena. O post será para apreciarmos um bom trabalho de filmes que são ótimos (alguns até Espilotríssimos).

(mais…)

Leia Mais

power

Eu assisti • Power Rangers

Sem spoilers, pois isso não é Espilotríssimo.

Um mês de março lotado de possíveis blockbusters e Power Rangers se concretizou como um. Uma série que tem praticamente 24 anos, pessoas da minha idade e até mais velhas com toda certeza acompanharam boas temporadas dos mais diversos tipos de Power Rangers que existiram, o que dá uma bela abertura para criação de um universo cinemático, uma nova franquia no meio de tantos super-heróis e que também abusa e usa do sentimento de nostalgia daqueles que eram fãs na época e também querendo capturar mais de um público novo.

(mais…)

Leia Mais

ghost2

Eu assisti • A Vigilante do Amanhã: Ghost in the Shell

Acredito que nessa resenha é muito interessante dar uma introdução ao original Ghost in the Shell ou Fantasma do Futuro, quando foi lançado em português seu primeiro longa-animado em 1995, mas anteriormente temos o mangá de 1989 (resenha aqui). Um resumo bem curto: temos o mangá que são em 3 volumes; temos os dois longa-animados que é o de 1995 e de 2004, logo depois saiu um novo longa sem qualquer ligação com os anteriores e por fim uma nova série de filmes de 2013 em diante que são mais 4 longa-animados, junto do anime de 2014 que são duas temporadas. Já para perceberem que temos muito plots e todos eles priorizando debates psicológicos e filosóficos, mesmo sendo várias versões de design da Major nessa nova geração de GitS. Então quem é fã da franquia, não deve ter expectativas de uma adaptação extremamente fiel, mas pensar como a Major na animação de 1995: “a rede é vasta e infinita”.

 

Sem spoilers, pois isso não é Espilotríssimo. (mais…)

Leia Mais